Direções

Gestão Competitiva na Moda – Por Evelyn Bonorino

Publicado em: 01/10/2013

   

A competitividade no varejo sempre fez parte do negócio em si. Comercializar um produto ou prestar serviço tem a ver com comparações e, consequentemente, diferenciações.


Minha indignação atual vem da miopia coletiva que contagiou todos os gestores da indústria da moda. Sugiro ou até grito que todos devem começar imediatamente a se questionar, qual é o motivo que os vem conduzindo à prática de tantos erros na gestão estratégica de desenvolvimento e lançamento de produtos a cada estação, nos últimos 3 anos.

Entendo que qualquer projeto/coleção de uma marca de moda deve existir para oferecer produtos que diferenciem o seu cliente, de certa forma, do consumidor de outra marca. Mas quando o consumidor encontra um produto idêntico na marca em que ele acreditava ser planejadora de um conceito de se vestir diferenciado, o que será que ele pensa? Ele pensa que está sendo ignorado no desejo de diferenciar ou que a marca o acha um ignorante desse mundo informações aceleradas. Hoje em dia até os leigos podem descobrir rapidamente de onde veio a “inspiração” de uma determinada marca, graças ao “Sherlock GOOGLE Holmes”. Experimente “dar um google”:calça listrada preto e branco!


Todos podem jogar a culpa no calendário, e eu até aceito, em parte, mas mesmo assim penso sobre o que vem impossibilitando as marcas de inserir a dose exata de competitiva através do design dos seus produtos. Questiono e não encontro e se encontro não quero acreditar, que é pelo simples fato de que os empresários pensem assim: precisamos ter esse produto porque nosso concorrente deve fazer!!!

A gestão de uma empresa de moda deve ser estrategista do início ao fim. Quando sublinho a palavra estrategista é porque me parece ao olhar campanhas ou vitrines, vejo que atualmente essa palavra perdeu o seu significado e força dentro do processo.

A preocupação em explorar o design vai posicionar a empresa no topo da diferenciação da concorrência. A potencialidade de uma marca de moda está na sua capacidade criativa e consequentemente produtiva diante de uma coleção produzida a cada estação. Entretanto, vejo que marcas que exploram essa preocupação acabam por gerar a integração plena entre todos os departamentos da empresa, oferecendo a estes os devidos argumentos para cumprir suas tarefas, pois é através desse produto/coleção, que os planos eficientes e eficazes serão desenvolvidos para a sua comercialização.


Ao pontuar o design como base de resultados positivos de uma marca de moda alerto todos os empresários para uma reflexão de gestão, que deve sempre agregar valores aos seus produtos, e nunca menosprezar o acesso do seu consumidor as informações.
PARE DE SE INSPIRAR E COMECE A CRIAR!!!!

Entre em contato pelo e-mail: contato@evelynb.com.br

Comente esta publicação:

Nome:
Mensagem: