A irlandesa Primark acaba de desembarcar nos Estados Unidos

A irlandesa Primark acaba de desembarcar nos Estados Unidos

Se você é daqueles que adora uma fast fashion, a Primark deve estar no topo da sua lista. Da primeira loja, em Dublin, na Irlanda, após 46 anos de existência, essa gigante e “baratinha” tem planos de abrir nove lojas nos Estados Unidos entre 2015 e 2016: as primeiras são em Boston, Filadélfia e NY. A primeira abre nesta quinta (10) no Downtown Crossing, em Boston. A escolha da cidade não parece ser casual, afinal sua herança cultural é irlandesa, assim como a do magazine.

Com preços que conseguem ser ainda mais baixos do que os da H&M (e, com isso, uma carga grande de acusações de envolvimento em trabalho escravo, em tal grau que ela chegou a fazer placas em suas lojas reforçando seu compromisso com a ética trabalhista), ela é uma concorrente de peso na área, mesmo sem parcerias fashion.

 

Compartilhe:
    A designer Sophia Webster que lança uma linha de calçados inspirada na Barbie

    A designer Sophia Webster que lança uma linha de calçados inspirada na Barbie

    A Barbie e a moda são quase sinônimos quando o assunto é moda e estilo. Depois que o Kaiser, Karl Lagerfeld, criou uma versão sua e a boneca ganhou uma conta fashionista no Instagram, com direito a posts em semanas de moda e looks de street style, agora esse ícone fashion acaba de ganhar uma linha de sapatos em sua homenagem.

    Inspirada pelo brinquedo, a designer Sophia Webster lançou uma linha que conta com seis modelos para adultos e três para crianças e que acaba de chegar ao e-commerce da marca. Uma edição limitada da boneca, usando os sapatos criados pela designer, também chega ao mercado. Infelizmente ela não é vendida aqui mas, pra você suspirar, mas não custa nada desejar!!!

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    A linha de calçados de Sophia Webster inspirada na Barbie

    Compartilhe:
      A atriz e agora estilista Melissa McCarthy com as criações da Seven7

      A atriz e agora estilista Melissa McCarthy com as criações da Seven7

      Apesar de sua democratização (pelo menos supostamente), a moda, ainda é um mercado muito excludente. E a atriz Melissa McCarthy sofreu durante anos sendo rejeitada pelas grifes de moda. O caso aconteceu quanto a estrela de “Mike & Molly” e “As Bem-Armadas“ procurou seis marcas de alta-costura para vestir-la na cerimônia do Oscar de 2014, e todas recusaram. Então decidiu lançar sua própria linha de roupas plus size. Então surgiu a Seven7.

      Melissa chegou a estudar moda no respeitado Fit (Fashion Institute of Technology) de NY nos anos 80 e, então participou de todo o processo. Em entrevista pro “Refinery 29″, a artista explica: “Mulheres vêm de todos os tamanhos. 70% das mulheres nos EUA são tamanho 14 ou acima, e isso tecnicamente é ‘plus-size’ – estão pegando a maior parte das pessoas e dizendo a elas ‘você não merece de verdade’. Acho isso muito estranho. Também acho um mau negócio. Não faz sentido se pensar em números. É como se você abrisse um restaurante e dissesse ‘serviremos principalmente pessoas que não comem’. Seria uma loucura. E ainda assim, pessoas fazem a mesma coisa com linhas de roupa todo o tempo, e ninguém parece ver problema nisso. Simplesmente não consigo entender porque sempre temos que agrupar coisas como boas ou más, em categorias de certo ou errado. Acho que se você vai fazer roupa pra mulheres, faça roupa pras [todas as] mulheres. Estilistas que colocam tudo em categorias estão complicando demais algo que deveria ser simples.”

      Melissa como boa visionária fez da Seven7, uma linha para todas as mulheres, com uma grade de tamanhos superextensa, para atender a todas as clientes mesmo. As roupas já estão à venda na Nordstrom e Macy’s, e infelizmente não tem previsão para chegar no Brasil.

      A atriz e agora estilista Melissa McCarthy com as criações da Seven7

      A atriz e agora estilista Melissa McCarthy com as criações da Seven7

      A atriz e agora estilista Melissa McCarthy com as criações da Seven7

      A atriz e agora estilista Melissa McCarthy com as criações da Seven7

      Compartilhe:

        310815-melissa-campana-01-501x600

        Há 10 anos, os irmãos Campana desenhavam sua primeira colaboração para a Melissa. Os designer brasileiros de renome internacional, trazem mais alguns desejos, para a coleção de Primavera/ Verão 2016, da marca de calçados mais amada do Brasil. Os calçados da linha Melissa Barroca chegam em forma de sapatilhas e sandálias rasteiras com uma tira no tornozelo, com uma mistura no seu relevo, de asas e flores a lagartos, insetos, tesouras, parafusos… Os irmãos Humberto e Fernando fizeram um mix do híbrido barroco romano em clima de tropicalismo brasileiro, afinal a coleção atual da marca se chama “Wanna Be Carioca”, uma homenagem ao tropicalismo carioca. Ah, os modelos já estão disponíveis nas lojas da marcas e no e-commerce. Lembrando que recentemente a Melissa lançou uma parceria com o designer Sebastian Errazuriz.

        310815-melissa-campana-02-590x301

        Compartilhe:

          modacamp-1200x900

          Um caminho importante para a moda brasileira é a troca de ideias, por isso neste terça e quarta (1 e 2) acontece a 5ª edição do Modacamp no IED (Istituto Europeo di Design) São Paulo, que tem como tema Moda & Tecnologia. O evento, que já está com lotação esgotada, pretende reunir cerca de duas mil pessoas na sede da instituição em Higienópolis, que traz uma programação com mais de 30 convidados.

          “O Modacamp é uma painel que reflete o momento da moda e debate seus caminhos. É uma rara oportunidade de encontrar criadores, especialistas, consultores, pesquisadores, empreendedores, líderes setoriais, enfim, todos os elos da indústria da moda reunidos num mesmo lugar, para pensar e conversar”, reflete Debora Carammaschi, diretora acadêmica do IED Brasil.

          Durante o evento, o IED entrega ainda o Prêmio Ícone da Moda, que, nas edições anteriores, homenageou personalidades como Elio Fiorucci, Costanza Pascolato e Amir Slama. Neste ano terá o designer Jum Nakao como premiado. Neste ano, o projeto tem apoio da ABIT e da PeclerParis.

          Veja a programação abaixo:

          01.09 – TERÇA

          Abertura
          14h – Abertura com João Braga

          Acervos Digitais
          15h – Como preservar o passado no futuro?
          Mediação: Marcia Merlo, coordenadora do Moda Documenta, diretora científica do Congresso Internacional de Memória, Design e Moda, fundadora do MIMO – Museu da Indumentária e da Moda e professora do IED São Paulo
          Com: Millard Schisler, fotógrafo, editor e especialista em preservação digital
          Heloísa Dallari, pesquisadora em crítica e história da arte, consultora
          Rafaela Norogrando, designer de moda e pesquisadora na Universidade de Aveiro (participação remota)

          Estilo
          16h – Curadoria digital: o futuro do personal styling
          Apresentação: Juliana Pinheiro Mota, Radar 55
          Com: Ana Isabel Carvalho Pinto, Shop2Gether
          Giovanna Meneghel, Éditeur
          Gabriela Saldanha, aplicativo Help to Dress (pré-lançamento)
          Joana Laprovitera, OQVestir

          Criação
          17h – Tecnologia a serviço da criação em moda
          Apresentação: Maria José Orione, diretora de planejamento estratégico da Capricórnio Têxtil e coordenadora da pós-graduação em Fashion Marketing and Communication do IED São Paulo
          Com: Daniella Ambrogi, gerente de marketing da Lectra

          Tendências & Conceitos
          18h – Moda & Tecnologia: macrotendências (by PeclersParis)
          Por Isabel Dezon, consultora e Business Development Manager PeclersParis – fashioning the future

          Negócios
          19h – Inovação – cenários e oportunidades na Moda brasileira
          Apresentação: Alexandra Farah, colunista Moda e Negócios BandNews TV e “Vogue” Brasil
          Com: Renato Boaventura, CEO da Rhodia Fibras (Grupo Solvay)
          Fernando Pimentel, CEO da ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção
          Victor Megido, diretor geral do IED Brasil e especialista em mercado de luxo

          02.09 – QUARTA

          Impactos
          14h – Painel: Novas abordagens
          Pretailing
          Crowdfunding fashion
          Por Ivan Pereira e Johnny Barros, UDesign (pré-lançamento)

          Social
          Costurando tecnologia com criatividade
          Por Nadine Gonzalez, Casa Geração Vidigal

          Interação
          Novas interfaces e imersões digitais
          Por Andrei Speridião, inovador social, head da Iceland 2nd Nation

          Hi-tech
          Do wearable tech aos fashionables
          Por Célia Fernandes, fashion designer, pesquisadora em moda e novas tecnologias e professora do IED São Paulo

          Materiais
          16h – O impacto das novas tecnologias na estamparia
          Por Marcelo Castelão, CEO da La Estampa

          Experiências no Varejo
          17h – Phygital – Experiência, o novo produto?
          Mediação:
          Cintia Lie Matuzawa, consultora de VM e coordenadora do One Year em Retail Design e VM do IED São Paulo
          Com: Amaro (e-commerce)
          George Homer, designer, especialista em varejo e VM, sócio-fundador da GH&Associados, com sede em Nova York.
          Paulo Perez, fundador da Boo (pré-lançamento)
          Thiago Krieck, CEO da Lemonade (pré-lançamento)

          Social Media
          18h30 – Pinterest: imagem, identidade e coleções pessoais
          Por Ricardo Sangion, Country Manager do Pinterest, atua com operações web desde 1990, com experiências de sucesso anteriores em Microsoft, Facebook e agência F.Biz

          Homenagem
          19h30 – Jum Nakao, Prêmio Ícone da Moda
          20h – Entrevista: Jum Nakao por Mario Mendes (live interview)

          Compartilhe:

            11175007_10200565569659153_4649774661932721592_n

            A segunda edição do Costura Rio – feira de negócios voltada para o setor têxtil e de confecções, de Petrópolis, acontece entre 27 e 29 de agosto, mas nesta quarta (26), um convidado mais do que especial, sobe a serra para dar o star no evento, o estilista Ronaldo Fraga. O mineiro falará sobre “a moda em contato estreito com a contemporaneidade”, no Theatro D. Pedro.

            O evento, que já faz parte do calendário da cidade, pretende potencializar o ramo confeccionista e apresentar as novidades do setor estimulando novas parcerias comerciais. A proposta da feira é reunir fornecedores de matéria-prima e equipamentos, prestadores de serviços e profissionais da área de tecnologia para apresentar as novidades do setor e criar um ambiente favorável aos negócios. Em 2013, durante a primeira edição, mais de 3 mil pessoas visitaram a feira, que movimentou valor superior a R$ 80 milhões em transações comerciais no decorrer do ano.

            Nos 30 estandes e 840 metros quadrados de feira, além da apresentação de equipamentos, profissionais da área vão compartilhar suas experiências de sucesso com os visitantes da feira em seminários de negócios, palestras, oficinas e workshops, a fim de impulsionar ainda mais as atividades do setor.

            SERVIÇO:
            Costura Rio 2015

            Abertura: 26 de agosto
            Abertura do Costura Rio com Ronaldo Fraga
            Inscrições no link: inscricaopetropolis.com.br/mkt/

            Data: 27 a 29 de agosto
            Local: Hipershopping ABC
            Endereço: Rua Teresa 1.515 – Alto da Serra – Petrópolis
            Entrada gratuita

            Compartilhe:

              290715-truffaut-mis-1-590x393

              Corta! O Museu da Imagem e do Som de São Paulo, o MIS, até o dia 18 de outubro abre suas salas para a mostra “Truffaut: Um Cineasta Apaixonado” que fala do grande ícone da “Nouvelle Vague”, o cineasta francês François Truffaut, A exposição apresenta 600 itens, como desenhos, fotos, objetos, livros, revistas e roteiros com anotações, além de trechos de livros e entrevistas do diretor – uma ótima chance para aumentar seu repertório visual. A curadoria é de Serge Tubiana.

              290715-truffaut-mis-3-590x393

              Serviço:
              “Truffaut: Um Cineasta Apaixonado”
              Até 18/10, terça a sábado das 12h às 21h; domingos e feriados das 11h às 20h
              MIS-SP: av. Europa, 158, Jardim Europa, SP
              Tel:(11) 2117 4777
              Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

              Compartilhe:

                iris-apfel-2

                O EvelynB está olho nos recentes lançamentos quando se fala de moda e cinema. Contamos aqui sobre o filme “Advanced Style”; falamos da vida nada glamorosa dos modelos masculinos e agora é a vez de falarmos do ícone máximo quando o assunto é a “melhor idade”, Íris Apfel.

                O longa de Albert Maysles, “Iris”,  já começa a desfilar pelos cinemas nos Estados Unidos, que ao longo do mês promete invadir as salas de todo o país. O documentário mostra a rotina da senhora Apfel, uma das pessoas mais fascinantes da moda que, aos 93 anos, dá lições diárias não apenas sobre estilo, mas também sobre vida. Sua excentricidade, assim como sua sensibilidade, são captadas pelas lentes do diretor, que mergulha em sua vida e abre as portas de seu apartamento em Nova York, de seu closet único e absurdo e de sua mente sagaz.

                Iris nasceu no Queens, Nova York, e entrou na moda nos anos 1950, quando ela e seu marido Carl – que festejou 100 anos durante a filmagem – abriram a Old World Weavers, uma empresa de tecidos que chegou a ser contratada por nove presidentes americanos para restaurações da Casa Branca.

                Enquanto conversa e brinca com pessoas como Bruce Weber e Kanye West, Iris relembra momentos de sua vida, como quando Frieda Loehmann, fundadora da loja Loehmann’s, onde ela trabalhou como vendedora, disse: “Você não é bonita e você nunca será bonita, mas não importa porque você tem uma coisa muito melhor. Você tem estilo”.

                As opiniões sobre o longa foram muito diversas como a da editora Suzy Menkes que declarou ter rido e chorado com a história, assim como, outros disseram que com cara de “barato”. Mas certamente a força, a originalidade e o brilho de Iris já devem valer o ingresso (ou o download). Veja o trailer aqui.

                Compartilhe:
                  O modelo Mark Reay, 56 anos, é protagonista do documentário Homme Less (imagem: reprodução)

                  O modelo Mark Reay, 56 anos, é protagonista do documentário Homme Less (imagem: reprodução)

                  Rosto de marcas como Versace, Moschino, Chanel e Missoni, o modelo Mark Reay, 56 anos, é protagonista do documentário “Homme Less”. O título do projeto é um trocadilho na língua inglesa com a palavra homeless – sem-teto, traduzindo para o português. Mesmo acumulando muitos trabalhos no mundo da moda e até mesmo na televisão (Mark teve um pequeno papel na primeira temporada de Sex and City e algumas participações em The Good Wife) e mesmo assim, ele nunca conseguiu renda suficiente para comprar a própria casa. “Eu só ganho R$ 10 mil dólares ao ano”, diz no trailer.

                  O norte-americano vive no telhado do apartamento de um amigo em Nova York. Com o dinheiro que conseguiu em campanhas publicitárias, no entanto, o modelo ao menos adquiriu um bom plano de saúde e uma inscrição numa academia, onde mantém a forma.  Assista abaixo ao trailer e constate: o mundo da moda pode não conviver com o luxo.

                  Sem Glamour

                  Falando ainda do universo dos modelos masculinos, o jornalista e ex-modelo Pedro Andrade traz o documentário “Unglamorous – The Naked Truth About Male Models” (em tradução livre, “Sem Glamour – a verdade nua sobre os modelos masculinos”) sobre a vida e rotina dos “meninos da moda” que aparecem sob os holofotes das melhores passarelas internacionais, mas que têm uma rotina de vida nada glamourosa.

                  O documentário foi produzido nos Estados Unidos nos últimos seis meses e conta com a participação de nomes como o supermodelo sueco Alex Lundqvist, o top americano RJ King – um dos principais da atualidade -, e Cameron Keesling, que mesmo estando na capa da “Vogue” Itália ainda mora em um pequeno trailer. A ideia do diretor é mostrar a desvalorização do mercado masculino comparado ao feminino: só para se ter uma ideia, em 2014, Gisele Bündchen faturou US$ 48 milhões, enquanto o modelo masculino mais bem pago fez US$ 1,8 milhão.

                  O filme conta ainda a difícil realidade dos apartamentos em que vivem muitos desses modelos, que, mesmo estando nos mais disputados casting, desfiles, campanhas e outdoors pelo mundo, ainda vivem afogados em dívidas criadas nas agências e mal conseguem se sustentar.

                  Compartilhe:

                    fotos_michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus - Copia

                    O fotógrafo Michael Stokes vai lançar um livro só com imagens de veteranos de guerra amputados sem roupa. A obra chama-se Always Loyal e deve reunir 14 homens – dentre fuzileiros navais e militares do Exército norte-americanos – que lutaram durante a Guerra do Golfo. Para isso, o artista abriu uma campanha no site de crowdfunding Kickstarter e, a apenas cinco dias do fim do prazo, já foram arrecadados mais de quatro vezes do seu objetivo inicial (mais de US$ 324 mil dólares de US$ 48.250). O valor servirá para publicar além do Always Loyal, outra obra, Exhibition, de fotos sexy em geral. E esta não é a primeira vez que Stokes fotografa os feridos em guerra. Em 2014, eles foram um capítulo do livro Bare Strenght. Veja algumas imagens que estarão no novo livro e outras que já foram publicadas:

                    michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus_06 - Copia michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus_07 michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus_15 michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus_14 - Copia michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus_09 michael_stokes_amputados_veternos_de_guerra_militares_pelados_sem_roupa_nus_10

                    Nike The Zoom Soldier 8 Flyease

                    20095524335287 - Copia

                    Quando resolveu lançar o The Zoom Soldier 8 Flyease, a Nike olhou para os seus fãs que tem algum tipo de locomoção, então a gigante esportiva criou um sneaker estiloso que conta com um zíper especial que pode facilitar a vida de muitos portadores de deficiência física.

                    O modelo não conta com cadarços, podendo ser colocado ou retirado com apenas uma mão. Para calçá-lo, basta deslizar os pés pelo tênis e fechar o zíper. Com o calçado, a marca americana espera atender as necessidades de vítimas de derrame, Doença de Parkinson, pessoas amputadas e demais pessoas com problemas de locomoção.

                    Desenvolvido por Tobie Hatfield, o conceito do tênis surgiu após uma carta de Matthew Walzer, um adolescente que sofre de paralisia cerebral. O jovem relatou à empresa que estava preocupado com o seu futuro na faculdade, pois se mudaria para outra cidade e não teria mais os pais para amarrar os seus cadarços. O próprio garoto ajudou na conclusão do projeto, participando de reuniões sobre o produto por Skype.

                    O jovem Matthew Walzer e o Jogador Lebron James (foto: divulgação)

                    O jovem Matthew Walzer e o Jogador Lebron James (foto: divulgação)

                    Compartilhe: